Formação

Nutrir na deficiência e (in)capacidade

Destinatários: Estudantes e profissionais da área da saúde e todos os interessados na temática.

Formato da Acção: Presencial

Ver todas as Acções

Horário

Não existem Acções Agendadas

Objetivos:

No final da formação os formandos deverão ser capazes de:

  • Compreender as implicações que o estado nutricional tem na qualidade de vida e prognóstico de pessoas com deficiência;
  • Enumerar quais os problemas alimentares e nutricionais mais frequentes na população com deficiência;
  • Conhecer as recomendações alimentares gerais adotadas em casos de baixo peso/desnutrição;
  • Conhecer as recomendações alimentares gerais adotadas em casos de excesso ponderal;
  • Identificar os sinais de alerta de desidratação;
  • Aplicar diferentes estratégias para aumentar a ingestão hídrica;
  • Conhecer a aplicabilidade da alimentação de textura modificada, cumprindo os princípios da alimentação saudável;
  • Identificar corretamente o protocolo de administração da alimentação por sonda;
  • Conhecer estratégias práticas para melhorar a autonomia e segurança no momento da refeição.

 

Conteúdos:

  • A importância da alimentação nas deficiências;
  • Condicionantes da população com deficiência no acesso à alimentação saudável;
  • Importância do ambiente envolvente no sucesso do processo de alimentação;
  • Principais problemas nutricionais/alimentares descritos para a população com deficiência;
  • Relação desnutrição – deficiência;
  • Terapêutica Nutricional no baixo peso e desnutrição;
  • Relação obesidade – deficiência;
  • Terapêutica Nutricional no excesso de peso e obesidade;
  • Causas da Obstipação e relação com a deficiência;
  • Recomendações alimentares para a obstipação;
  • Fatores predisponentes para a baixa ingestão hídrica e possível desidratação na deficiência;
  • Sinais de alerta e consequências da Desidratação;
  • Recomendações de ingestão hídrica e estratégias para aumentar a ingestão hídrica;
  • Disfagia e terapêutica nutricional adequada;
  • Alimentação entérica por sonda.

Condições Especiais *

  • 10% Estudantes (mediante comprovativo)
  • 10% Desempregados (mediante comprovativo do IEFP)
  • 10% Grupo de 2 elementos
  • 15% Grupo de 3 e 4 elementos
  • 20% Grupo de 5 elementos
  • 25% Grupo de 6 ou mais elementos

O curso realizar-se-á se atingir no mínimo 15 formandos.
Inclui: Certificado, Declaração de Presença e Diapositivos.
* Descontos não acumuláveis.

Formadora: Daniela Marques de Sousa

Nutricionista, licenciada em Ciências da Nutrição pela Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto (FCNAUP) e atual mestranda em Educação para a Saúde pela Faculdade de Medicina da Universidade do Porto e pela Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do porto. Trabalhou em nutrição clínica na Associação do Porto de Paralisia Cerebral, onde também desenvolveu funções como membro da equipa técnica do Projeto “Alimentação na(s) Deficiência(s)” financiado pela Direção-Geral da Saúde.