Formação

Terapia Ocupacional: Abordagem da Integração Sensorial - Conceitos Básicos

Destinatários: Professores do Ensino Especial e professores do Ensino Regular que possuam integrados nas suas turmas, alunos com NEE; Pais ou outros profissionais (licenciados) como terapeutas, psicólogos ou educadores que pretendam aumentar o seu conhecimento relativamente à Integração Sensorial.

Ver todas as Acções

Objetivos gerais

  • Dar a conhecer a intervenção do terapeuta ocupacional em diferentes contextos na área da pediatria
  • Sensibilizar a comunidade educativa para uma melhor integração/aceitação dos alunos com NEE
  • Promover o desenvolvimento de competências em diferentes âmbitos fora das áreas específicas do campo curricular de cada docente
  • Dotar os docentes de competências para identificar sinais de alerta que poderão indicar disfunção de integração sensorial e encaminhar os alunos para os profissionais competentes na intervenção nesta problemática

 

Objetivos específicos
No final desta formação os participantes deverão:

  • Saber identificar as principais áreas de ocupação existentes e os locais onde o terapeuta ocupacional pode atual tendo em conta a população (crianças);
  • Saber identificar verbalmente, os passos inerentes ao processamento sensorial, desde a deteção do estímulo até à execução da resposta, sem consultar material de apoio;
  • Saber identificar os diferentes sistemas sensoriais e associar a cada um a sua principal função;
  • Saber identificar comportamentos que correspondem a sinais de alerta para a presença de distúrbio na integração sensorial;
  • Relacionar comportamentos disruptivos decorrentes da presença de distúrbio sensório-integrativo com dificuldades na participação e progressão académica;
  • Nomear duas estratégias a aplicar na sala de aula e/ou em casa para diminuir comportamentos desadequados decorrentes do distúrbio sensório-integrativo

 

Conteúdos programáticos

1. O que é a Terapia Ocupacional?
1.1 Definição de Terapia Ocupacional;
1.2 Áreas de ocupação;
1.3 População alvo e locais de intervenção;
1.4 O que é a integração sensorial;
1.5 Como ocorre o processamento sensorial;
1.6 Sistemas sensoriais;
1.7 Avaliação da aprendizagem/discussão

2. Disfunção sensorial
2.1 O que ocorre na disfunção sensorial;
2.2 Sinais de alerta gerais;
2.3 Sinais de alerta específicos;
2.3.1 Sinais de alerta relativos ao processamento visual;
2.3.2 Sinais de alerta relativos ao processamento tátil;
2.3.3 Sinais de alerta relativos ao processamento propriocetivo;
2.3.4 Sinais de alerta relativos ao processamento vestibular;
2.3.5 Sinais de alerta relativos ao processamento auditivo;
2.4 Avaliação da aprendizagem/discussão

3. Intervenção
3.1 Profissional especializado - Terapeuta ocupacional
3.2 Instrumentos de avaliação específicos
3.3 Estratégias a aplicar em casa/escola
3.4 Princípios gerais de intervenção Terapia ocupacional/Integração Sensorial
3.5 Avaliação da aprendizagem/discussão

4. Conclusão
4.1 Impacto do distúrbio da Integração Sensorial na participação de atividades quotidianas;
4.2 Impacto do distúrbio da Integração Sensorial na progressão académica/aprendizagem;

5. Discussão/revisões

6. Avaliação final

Condições Especiais *

  • 10% Estudantes (mediante comprovativo)
  • 10% Desempregados (mediante comprovativo do IEFP)
  • 10% Grupo de 2 elementos
  • 15% Grupo de 3 e 4 elementos
  • 20% Grupo de 5 elementos
  • 25% Grupo de 6 ou mais elementos

O curso realizar-se-á se atingir no mínimo 15 formandos.
Inclui: Certificado, Declaração de Presença e Diapositivos.
* Descontos não acumuláveis.

Formadora: Susana Andreia Fernandes Gonçalves

Mestre em Terapia Ocupacional - especialidade Crianças e Jovens pela escola Superior de Tecnologias da Saúde do Porto.
Pós graduada em Integração Sensorial pela CESPU em parceria com 7senses e WPS/USC
Especialização em Avaliação e intervenção em Integração Sensorial pela WPS/USC

Leccionou várias formações na área da “Perturbação da integração sensorial no autismo”, “A integração sensorial e aprendizagem”, “ Desenvolvimento normal e sinais de alerta”, etc.

Com formação em “Aplicação do instrumento Observações clínicas”, “Avaliação transdisciplinar baseado no brincar/jogo”, “Intervenção com base na abordagem da Integração Sensorial no Autismo”, “Práticas recomendadas em Intervenção precoce”, entre outras.

Com experiência em intervenção em contexto escolar com crianças com necessidades educativas especiais, no âmbito da Intervenção precoce e em contexto de gabinete na abordagem da Integração Sensorial.