Formação

Intervenção Psicológica na Dor Nociceptiva e na Dor Neuropática na Doença Oncológica

Destinatários: Enfermeiros; Psicólogos; Nutricionistas; Terapeuta Ocupacional; Professores que tenham trabalhado com a temática; Voluntários.

Ver todas as Acções

Horário

Não existem Acções Agendadas

Objetivos:

  • Compreender o processo oncogénico;
  • Reconhecer os fatores envolvidos no processo de carcinogénese;
  • Enumerar os diferentes tipos de tumores no doente oncológico adulto, bem como reconhecer a sua influência na dor percecionada pelo mesmo;
  • Identificar os principais tratamentos para a doença oncológica e compreender a sua influência na dor percecionada pelo doente oncológico;
  • Definir dor nociceptiva;

 

  • Selecionar instrumentos de avaliação da dor nociceptiva tendo em conta o tipo de doente oncológico;
  • Nomear as principais intervenções farmacológicas na dor nociceptiva;
  • Sensibilizar para a importância da escada de opioides;
  • Reconhecer  a   importância  da   intervenção  psicológica na dor nociceptiva;
  • Enumerar diferentes técnicas de intervenção não farmacológica na dor, tendo em conta o objetivo da intervenção;

 

  • Definir dor neuropática;
  • Distinguir dor neuropática de dor nociceptiva;
  • Identificar o processo de base neuronal envolvido na dor neuropática;
  • Identificar as principais estruturas cerebrais que influenciam a dor neuropática;
  • Enumerar métodos de avaliação da dor neuropática;

 

  • Reconhecer a importância e mecanismo de ação dos antidepressivos na intervenção da DN;
  • Sensibilizar para a importância da intervenção psicológica paralela à farmacológica na DN;
  • Selecionar estratégias de intervenção psicológica na DN, tendo em conta os objetivos de intervenção;
  • Reconhecer a importância da adequação das estratégias de intervenção na dor para as faixas etárias pediátricas;

Conteúdos:

  • Oncogénese;
  • Principais tumores e tratamentos na DO como causas para a origem da dor;
  • Dora nociceptiva na DO;
  • Avaliação da dor nociceptiva;
  • Principais intervenções na dor nociceptiva;

 

  • Escada de opioides;
  • Intervenção psicológica: individual e grupo;
  • Dor Neuropática na DO;
  • Avaliação da dor neuropática;
  • Principais intervenções na dor neuropática;

 

  • Bases teóricas na dor neuropática: tálamo, cortex frontal e amígdala. Antidepressivos;
  • Intervenção psicológica: individual e grupo;
  • Especificidades da intervenção psicológica na dor pediátrica.

Formadora: Maria João Carneiro

Psicóloga, Membro efetivo da Ordem dos Psicólogos Portugueses.

Mestre em Psicologia Clínica e da Saúde pela Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto.

Pós-Graduada em Neuropsicologia Clínica. Pós-Graduada em Cuidados Continuados e Paliativos.

Formadora nas áreas da Saúde e Psico-Oncologia.

Experiência em intervenção neuropsicológica nomeadamente em estimulação cognitiva com crianças e jovens com deficiência e com população adulta/idosa.

Experiência no apoio psicológico a doentes e familiares de utentes com doença oncológica, de várias faixas etárias.